Gémeos Maternidade

Sair os cinco

No fim-de-semana decidimos sair os cinco. Os nossos amigos iam comemorar o Dia de Reis com um almoço e nós decidimos aparecer depois de almoço para mostrar os gémeos e conviver um pouco.

A única saída que havíamos feito sem ser para consultas tinha sido para casa da minha sogra para almoçar no dia de ano novo, mas aí os meus pais encarregaram-se de levar o mais velho por isso não sentimos verdadeiramente o caos da saída a cinco.

Como estamos a aguardar a chegada do novo carro, um que comporte toda a nossa família, temos que sair em dois carros. Esse é logo o primeiro problema. Depois é toda a logística envolvida.

Estivemos 2 horas fora, adorei estar com amigos, mas senti que foi uma verdadeira ida ao ginásio e foram duas horas que voaram, mas ao mesmo tempo pareceram muitas mais.

– Pedro sai de casa com o Gonçalo ao colo, põe-no na cadeira no carro dele e vai para o restaurante.

– Eu saio com os gémeos. Chego à garagem, puxo o carro à frente para ter espaço pôr os ovos e guardar o carrinho. Tirar ovo, pôr ovo no carro. Tirar ovo, pôr ovo no carro. Tirar apliques dos ovos do carrinho. Fechar o carrinho. Pôr o carrinho na mala. Arrancar.

– Chegada ao restaurante. Ele estaciona e traz o Gonçalo ao colo. Eu paro em frente ao restaurante para descarregar. Ele passa-me o Gonçalo para o colo [nota: o puto tem 12kg, já custa] e fico com os gémeos no carrinho. Peço ajuda para levar os ovos e carrinho para o andar de cima do restaurante. Ele vai estacionar o meu carro.

– Olá geral. Abraços. Matar saudades. Passo o Gonçalo à Tia Patrícia para poder colocar os apliques dos ovos no carrinho e os ovos no carrinho. Conversa. Tentar impedir o Gonçalo de se matar. Conversa. Tentar impedir o Gonçalo de partir o restaurante. Conversa. Dar um olho aos gémeos. Já passou meia-hora, fónix, como é que já passou meia hora e eu ainda nem cumprimentei toda a gente. Conversa. Tentar impedir o Gonçalo de matar alguém. Conversa. Olha boa, uma hora, não tarda temos o coro dos pequenos cantores com fome. Conversa. Perceber porque é que o Gonçalo chora. Conversa. Trocar olhares com o Pedro. Já não dá. Vamos. Despedir-nos. Tentar impedir o Gonçalo de se matar. Despedir-nos. Pedir ajuda para levar o carrinho para baixo. Ir para o carro. Tirar ovo, pôr ovo no carro. Tirar ovo, pôr ovo no carro. Tirar apliques dos ovos do carrinho. Fechar o carrinho. Pôr o carrinho na mala. Arrancar.

– Chegada a casa. Tirar o carrinho do carro, pôr apliques dos ovos, pôr ovo, pôr ovo. Estacionar o carro. Subir.

 

Então foi giro?

Adorei. Vamos já repetir em 2019.

 

2 Comments

  • mamã cereja

    Bem sei o que isso é, sair de casa, chegar aos sítios já estafadinha de todo, o tempo passar a correr e fazer tudo de novo para o regresso. Adorei o relato, revi-me, ehehe! Bjs

    Reply

Leave a Reply