Maternidade Tudo e Nada

Porque o nome não chega

Onde está o chouriço?

Olha, tens dois na despensa na prateleira do meio.

Isto podia ser a minha irmã a perguntar à minha mãe onde é que ela havia guardado esse maravilhoso enchido. Mas não. A minha irmã perguntava pelo Gonçalo. A minha mãe não percebeu e pensou que a minha irmã queria mesmo chouriço para cozinhar. A coisa ainda fica mais cómica: a minha irmã não percebeu imediatamente que a minha mãe não tinha percebido o petit nom e se referia a chouriços reais e não humanos e por isso pensou que os dois chouriços eram os gémeos e que a despensa era nome de código para descanso…. Foi um minuto de black out comunicacional hilariante.

Tudo isto porque a minha irmã chama chouriço ao sobrinho. Eu acho fofo. E vindo da minha irmã, claro que os nomes carinhosos tinham que ser referências a comida.

Eu chamo-lhe xuxulito. Não faz sentido, saiu-me uma vez, numa junção trapalhona de xuxu lindo e ficou. Xuxu também é muito utilizado. O pai chama-lhe putxitxo. A avó chama-lhe besnico.

A Leonor é princesa da solum, pequenitates ou a titica. Ao Duarte chamo muito xuxu e gordixo. Ao contrário do Gonçalo, ambos têm diminutivos (que eu sempre detestei, mas que agora uso imenso): Dudu e Nônô.

Por aí? Os miúdos também são tratados por comida? Há mais chouriços? 🙂

5 Comments

  • manela

    Besnico, Besniquita ( Nikita ) e Besniquito (Nikito ) juntamente com todos os outros nomes que são utilizados só podem ter um significado comum: são os nossos amores!

    Reply
  • Filipa

    Por aqui é patanisca 😆 às vezes sardanisca (que me saiu numa tentativa de canção que tinha que rimar a ahahahahahah), Pipoca e patusquita (este nem faço ideia como foi que saiu!)

    Reply
  • Ana

    Dudu, dudolas, xobi, xobinight
    Batao, basti, baton, bastibola, bastinight, fava, carraçita
    Queres mais? 😉

    Reply

Leave a Reply