Coisas que eu dizia que nunca faria quando fosse mãe e agora pumba

Passar-me da marmita com fases naturais dos filhos

Ora, eu já sabia que as crianças têm uma tendência incrível para aprender a dizer não e a repeti-lo ad aeternum. E lembro-me de ver determinadas pessoas passarem-se com os nãos constantes das crias e pensei, cheia de ideias positivas sobre a mãe que ia ser e ainda não era, que eu ia aceitar e perceber que é só uma fase. Pois, disse nunca e agora pumba. Diálogo de há dias:
– Gonçalo, anda lá, porque é que não queres sopa, é a mesma do almoço e está óptima…
– Não.
– Então e queres arroz?
– Não.
– E queres fruta?
– Não.
– E se eu puser os carrinhos a dar?
– Não.
– Queres ir brincar então e não jantas?
– Não.
– Queres ir dormir?
– Não.
– Bolas, filho, o que é que tu queres?
– Não.
[ponho os carrinhos, come a sopa toda]
[não foi bolas que disse, mas a minha mãe pediu-me para deixar de dizer as asneiras com F e com C, por isso coiso]
[olha, não vos consigo deixar assim na dúvida, desculpa, mãe, mas foi foda-se que disse]

No Comments Found

Leave a Reply